Blog: a herança do passado adaptada para o futuro

Em meados dos anos 90 surge o que mudaria para sempre a concepção de opinião e daria início à era da hipermídia: os blogs. Ferramentas em partes complexas, que demandam uma análise de conteúdo a ser postado e do público que se pretende atingir. Mas, pra quê? Democratização da informação.

A possibilidade de rendição à informação rápida, opinativa e interativa proporciona, cada dia mais, um espaço aberto para divulgação de pensamentos. Com mais de 30 milhões de endereços no ano 2000 (que reuniam no total mais de 700 mil atualizações diárias), hoje os blogs estão consolidados no mundo virtual e proporcionam um espaço inesgotável para gerar conteúdo.

A universalização do conteúdo é uma conquista memorável na trajetória do passado limitado do impresso ao mundo da sem fronteiras da internet e da hipermídia, que, se fundem para conquistar o novo público que emerge na contemporaneidade.

Uma guerra de destaque virtual é travada entre os sites e os blogs, mas só os melhores (mais adequados ao que o internauta quer) é que se destacam. As evoluções precisam ser acompanhadas pelos usuários e pelos fornecedores da informação online. Mas afinal, até onde estamos preparados para ela?  Versatilidade para informar pode ser uma aliada ou uma vilã no mundo online. É preciso estar preparado (e disposto) a compreender isso.

*Texto baseado em leituras do livro  Hipertexto & Hipermídia, de Pollyana Ferrari.